Menu
A+ A A-

CEOs em busca de feedback impulsionam o desempenho da empresa

english

ANN ARBOR—Para os diretores executivos que querem impulsionar a produtividade na empresa, a humildade é uma ferramenta valiosa. Na verdade, algo tão simples quanto pedir feedback para os que trabalham diretamente com o CEO pode gerar retornos importantes.

Nova pesquisa indica que um CEO que solicita feedback sobre seu próprio desempenho para seus principais gerentes pode melhorar a confiança da equipe executiva e, por meio desse aumento de confiança, pode afetar positivamente o desempenho da empresa. O estudo também mostra que essa busca por um feedback pode ser um substituto útil para formas mais heróicas de liderança, como articular uma visão empresarial e apresentar para o grupo.

"Nós fornecemos a primeira evidência de que o feedback dos membros da equipe de gerenciamento é uma ferramenta super importante através da qual os CEOs podem fortalecer a equipe e melhorar o desempenho da empresa", disse Sue Ashford, professora de Administração e Organizações, da Ross School of Business da U-M.

Ashford e seus colaboradores desenvolveram e testaram um modelo conceitual para explorar os efeitos de comportamentos - mais ou menos - humildes, quando são decretados no topo da hierarquia organizacional e analisaram respostas de CEOs e altos executivos de 65 empresas.

"A busca de feedback é uma estratégia de liderança disponível para aqueles que podem se sentir menos confiantes para determinar e então articular uma visão para a empresa", disse ela. "Nossas descobertas destacam a busca do feedback como um meio humilde através do qual os CEOs podem melhorar o desempenho da empresa".

Eles descobriram que os CEOs afetaram a confiança da equipe de gerenciamento, quer esclarecendo uma visão para a empresa ou buscando feedback sobre seu comportamento e abordagens na hora de gerenciar. Ambas foram eficazes. No entanto, para alguns CEOs e outros líderes, ser um visionário não é um estilo confortável.

Este estudo descobriu que mesmo os CEOs, que não são grandes articuladores, podem alcançar o mesmo sucesso que os CEOs mais carismáticos e hábeis, desde que frequentemente busquem feedback dos seus principais gerentes. Em contraste, os benefícios da busca de feedback são menos eficazes para CEOs que são descritos como articuladores e visionários.

"Embora seja necessária mais pesquisa, essa descoberta aumenta a possibilidade de que os CEOs possam ser mais eficientes, ao empregar um estilo de liderança mais ou menos humilde, ao invés de misturar elementos desses estilos", disse Ashford.

Sue Ashford