Menu
A+ A A-

Apoio familiar modera sentimentos de solidão e suicídio de estudantes universitários

english

ANN ARBOR—Quando os estudantes universitários se sentem isolados e desconectados, o apoio de membros da família pode evitar que eles se prejudiquem em tempos difíceis, de acordo com novo estudo da Universidade de Michigan.

"Os pais podem servir como uma primeira linha de defesa nos esforços para prevenir ou reduzir o risco de suicídio dos estudantes", disse Edward Chang, autor principal do estudo e professor de Psicologia e Serviço Social.

O estudo analisou 456 estudantes universitários húngaros, com idades entre 18 e 35 anos.

Os entrevistados avaliaram a frequência de sensação de isolamento e a extensão do apoio familiar. Para determinar riscos de suicídio, os entrevistados indicaram se eles se sentiram deprimidos ou tiveram pensamentos suicidas durante os 12 meses anteriores à pesquisa.

Quando os estudantes solitários tiveram alto apoio familiar, eles apresentaram menos sintomas depressivos em comparação com aqueles com menor apoio familiar, concluiu o estudo. Os mesmos resultados foram encontrados para aqueles que pensaram no suicídio como opção - o apoio familiar proporcionou uma pequena, mas significativa melhora, afastando o risco de auto-ferimento.

Os resultados, segundo os pesquisadores, apontam estratégias para reduzir o risco de suicídio entre os estudantes universitários. Por exemplo, os pais podem ser orientados para buscar e identificar sinais iniciais de riscos, como por exemplo, o isolamento social. As famílias também devem envolver conselheiros/psicólogos para criarem ambientes mais positivos aos estudantes que correm risco de suicídio.

Chang disse que a chave é que os pais permanecem investidos na saúde dos seus filhos à medida que eles crescem e saem da casa.

"Ir para a faculdade não significa que os jovens adultos tenham estabelecido uma rede de apoio social forte ou cultivado tipos de estratégias de enfrentamento para lidar com seus novos papéis de estudantes universitários", disse ele. "Os pais representam a base de apoio e crescimento de uma criança ".

E uma vez que os pais e os estudantes universitários não têm mais interações físicas diárias, provavelmente ambas as partes se beneficiarão de se lembrarem rotineiramente que eles permanecem uns nos pensamentos dos outros, disse Chang.

As descobertas aparecem no Family Journal.

Estudo
Edward Chang