Menu
A+ A A-

Homens precisam customizar perfis on-line para encontrar mulher ‘ideal’

english

Illustration of a hand holding a cell phone.ANN ARBOR — No filme "Do que as mulheres gostam", o personagem machista de Mel Gibson tem um estranho acidente que lhe permite ouvir o que as mulheres estão pensando. No formato típico de 'babaca vira gente fina', primeiramente, ele usa o presente em sua vantagem, para mais tarde, usá-lo para um bem maior.

Pesquisa da Universidade de Michigan mostra que os homens que esperam encontrar mulheres que o atraiam em sites de namoro on-line, têm uma chance maior se eles criarem perfis que são mais parecidos com as mulheres que eles esperam conquistar e ainda devem mostrar que eles são distintos de outros homens.

"Especificamente, é mais provável que a mulher responda a um perfil mais parecido com o dela," disse a autora Danaja Maldeniya, estudante de mestrado da Escola da Informação.

Maldeniya e seus colaboradores dizem que o sucesso do encontro/namoro on-line acontece quando o homem customiza as similaridades de gêneros, enquanto ao mesmo tempo, exibe as diferenciações do mesmo sexo.

"Nossos resultados sugerem que quando os homens montam seus perfis, eles devem destacar suas similaridades com as mulheres que esperam atrair, principalmente ao destacar o que acreditam que o diferencia da concorrência," disse.

Por três meses, os investigadores analisaram dados anônimos de um site de namoro (de setembro a novembro de 2013), estudando perfis e comentários de 410.000 usuários ativos em 10 áreas metropolitanas dos EUA.

Neste período, os usuários do site de namoro escreveram 25 milhões de mensagens gerando 286 milhões de cliques no site e avaliaram os perfis de outros usuários 864 milhões de vezes. Os homens foram responsáveis por 62% das mensagens e iniciaram 86% da comunicação.

Este é o primeiro estudo conhecido a analisar especificamente como o texto nos perfis criados pelos homens pode atrair as mulheres que eles querem. O estudo focou em respostas a várias perguntas projetadas para compartilhar ideias que os homens acreditavam que as potenciais parceiras românticas gostariam de saber para conhecê-los.

"Os resultados do nosso estudo oferecem ideias que podem ser úteis para melhorar as recomendações feitas por sites de namoro a seus usuários," disse Daniel Romero, professor assistente da Escola de Informação da U-M. "Por exemplo, em um determinado momento, um site de namoro saberia qual grupo de homens está competindo pela atenção de uma mulher.

"O site poderia então ajustar as recomendações para que uma mulher fique linkada a um conjunto mais diversificado de homens que são diferentes dos seus pretendentes atuais, mas ainda assim, são semelhantes a ela. Nossos resultados sugerem que este ajuste geraria combinações bem-sucedidas."

Romero vai apresentar o estudo na Conferência Internacional sobre Web e Mídias Sociais este mês em Montreal.

Estudo
Danaja Maldeniya
Daniel Romero