Menu
A+ A A-

Não culpe a gravidez: o ganho de peso da mãe é provavelmente causado pelo estilo de vida e idade

english chinese

Não culpe a gravidez: o ganho de peso da mãe é provavelmente causado pelo estilo de vida e idadeANN ARBOR—A gravidez tem sido culpada por provocar ganho de peso permanente e obesidade em mulheres férteis, mas o verdadeiro culpado parece ser estilo de vida e também a idade.

Em um novo estudo, Olga Yakusheva, professora associada da Escola de Enfermagem da Universidade de Michigan, examinou o ganho de peso a longo prazo de mulheres em idade fértil em comparação com o ganho de peso esperado para mulheres sem filhos.

As conclusões contradizem a crença de que adicionar quilos extras durante a gravidez se traduz a ganho de peso a longo prazo ou à obesidade. O estudo descobriu que a idade e o estilo de vida da mãe - por exemplo, uma mãe ocupada, sem tempo para atividades físicas, ou que acaba comendo o restinho das crianças - são os culpados pela expansão da cintura.

Yakusheva e seus colaboradores analisaram dados de cerca de 30.000 mulheres que deram à luz entre uma e quatro vezes. Eles descobriram que, embora a maioria das mulheres nunca voltou ao peso pré-gravidez, o seu peso 1 ou 2 anos após o parto era quase idêntico ao esperado que teriam se não tivessem tido filhos, Yakusheva disse.

Mulheres com e sem filhos ganharam 0.88 gramas por ano devido à idade. Mas é aí que as mulheres divergiram - uma vez que seus filhos se tornaram crianças pequenas, as mães ganharam 0.45 gramas a mais anualmente do que as mulheres sem filhos.

Yakusheva acredita que o estilo de vida é a razão pela qual muitas mães ganharam mais peso.

"As mães tendem a colocar as necessidades dos seus filhos em primeiro lugar. Então talvez, elas não tenham tempo para se exercitar ou cuidar delas próprias", disse. "Também podem ser pequenas coisas como terminar a comida do prato da criança ou passar mais tempo sentado com seus filhos lendo ou assistindo a um filme."

Yakusheva quer quebrar o mito do peso ganho durante a gravidez como uma razão para a mãe estar acima do peso.

"Muitas mulheres realmente intensificam sua dieta e exercícios por um curto período de tempo para voltar ao seu peso pré-gravidez, e muitas vezes se desencorajam com os resultados. Mas é muito melhor ter uma abordagem holística focada em um estilo de vida saudável a longo prazo antes, durante e depois da gravidez ", disse ela.

Para ela, a questão é tanto pessoal, quanto profissional. Durante sua primeira gravidez, Yakusheva ganhou quase 32 quilos, e na segunda em torno de 27 - apesar da contagem de calorias e pesagens diárias.

"Eu me senti terrível", disse ela. "Muitas mulheres sentem essa ansiedade sobre o ganho de peso durante a gravidez porque elas já estão antecipando a pressão da perda desse peso, por parte dos outros e delas próprias."

Yakusheva enfatiza que essas descobertas não devem fazer com que as mães se sintam culpadas.

"Compreender as exigências da maternidade e o ganho de peso relacionado à idade é importante para promover expectativas positivas da imagem do corpo após a gravidez", disse ela. "Enquanto as mulheres estiverem saudáveis, é isso o que importa."

Yakusheva encoraja os convênios de saúde a aconselharem as mulheres sobre as alterações de peso relacionadas com a idade e as conscientizarem das formas sutis em que a maternidade pode aumentar estas alterações ao longo de muitos anos.

O estudo "O peso materno após o parto versus as mudanças de peso relacionadas ao envelhecimento", (em inglês, "Maternal weight after childbirth versus aging related weight changes"), está publicado na revista Women's Health Issues.

 

Mais informação: