Menu
A+ A A-

Pacientes com câncer buscam conforto em histórias pessoais em fóruns on-line

english  height=

Um paciente com câncer olha para o seu computador na cama (imagem conservada em estoque).ANN ARBOR - Quando enfrentam doenças potencialmente fatais, como o câncer, as pessoas geralmente buscam informações sobre a doença e o apoio da família e dos amigos.

As melhores fontes são histórias pessoais de outros pacientes com câncer que foram publicadas em fóruns on-line e sites científicos. Essas experiências proporcionam conforto durante esses momentos estressantes, de acordo com um estudo publicado recentemente .

Os programas de entretenimento de televisão e os dramas médicos, no entanto, podem deixar as pessoas com medo e com mais preocupações porque as histórias podem criar suspense para manter a atenção dos telespectadores, segundo os pesquisadores.

"A tendência é nos preocupar se a informação encontrada na internet é confiável, mas as pessoas procuram mais do que apenas informações. Elas encontram conforto e se sentem apoiadas pelas histórias e reações de pessoas que estão passando pela mesma situação", disse o co-autor da pesquisa Jan Van den Bulck, professor de Estudos da Comunicação, da Universidade de Michigan.

O estudo está publicado online no Journal of Cancer Education. Van den Bulck colaborou com Sara Nelissen e Kathleen Bellens da Universidade de Leuven, na Bélgica.

Muitos estudos têm se concentrado em pacientes com câncer usando a Internet como suporte e apoio. A atual pesquisa investiga como este grupo usa a televisão e a Internet para acessar histórias pessoais parecidas e quais os resultados emocionais.

Usando dados da Leuven Cancer Information Survey, o estudo analisou 621 pessoas diagnosticadas com câncer vivendo na Bélgica. A idade média foi de 54 anos e a maioria dos pacientes eram mulheres. Além de fornecer informações pessoais e médicas, os entrevistados indicaram se eles utilizavam a televisão e a internet para seguir histórias de outras pessoas doentes e como eles se sentiam.

A maioria dos entrevistados disse que preferia usar websites, fóruns e programas informativos de televisão para aprender mais sobre a doença.

"Os fóruns podem gerar interação entre os indivíduos que estão postando histórias reais e aqueles que estão lendo as histórias", disse Nelissen, principal autor do estudo.

Os fóruns também fornecem informações mais factuais e menos visuais, o que pode ser mais reconfortante do que os programas de TV dramáticos com conteúdo visual emocional, acrescentou.

O estudo também analisou as diferenças entre homens e mulheres diagnosticadas com câncer. O resultado também mostrou que, na maioria das vezes, as mulheres utilizaram todas as fontes para seguir as histórias dos colegas que enfrentam a mesma realidade.

Study
Jan Van den Bulck