Logo

Energia positiva para uma melhor jornada de trabalho

mandarin english

Grupo de executivos e homens handshake reflectida sobre a mesa. (Imagem)ANN ARBOR—Não é segredo algum que receber vibrações positivas de pessoas com quem trabalha torna seu dia a dia muito mais agradável.

Mas não é só isso. Um novo estudo da Universidade de Michigan mostra que a energia positiva de um líder tem um impacto direto sobre a produtividade, o número de faltas e o comprometimento. Pessoas que trabalham com líderes com energia positiva também vão além das suas funções oficiais, e têm vidas familiares mais satisfatórias.

Kim Cameron e Wayne Baker da Escola de Negócios Ross, da UM, e seus colaboradores Brad Owens, da Universidade Brigham Young, e Dana Sumpter, da Universidade Estadual da Califórnia, em Long Beach, mediram a 'energia-relacional', ou seja, a energia que você passa a ter quando interage com pessoas que te fazem sentir bem após passar um tempo com eles. Através de pesquisas e estudos de campo que documentaram como esta energia funciona e o efeito que tem sobre as organizações.

Eles descobriram que quanto mais 'energia-relacional' um líder transmite, melhor é a produtividade, o engajamento, a retenção das tarefas e o absenteísmo da sua equipe. Os funcionários também ficam mais propensos a ajudar uns aos outros e a se voluntariarem para tarefas fora de sua descrição de trabalho.

"Os gerentes gastam tanto tempo gerindo informações e influência", disse Cameron. "Mas a 'energia-relacional' proporciona um resultado quatro vezes maior."

Um estudo similar, feito por Cameron, Baker e seus coautores descobriu que as pessoas que recebem essa energia no trabalho também têm mais qualidade de vida em casa.

"Há um transbordamento de 'energia-relacional' do trabalho para a casa," disse Baker, professor de Sociologia." Quando nós interagimos com as pessoas, algumas nos inspiram e outras nos derrubam. Quando você está inspirado ou motivado você tende a trazer esses sentimentos para casa."

A 'energia-relacional' não deve ser confundida com carisma ou personalidade, dizem Cameron e Baker, que fazem parte do corpo docente do Centro para Organizações Positivas, da Escola Ross. Ser uma pessoa extrovertida não é necessário. É simplesmente a maneira como as pessoas se sentem depois de você interagir com elas.

A pesquisa revela uma maneira simples e eficaz com que líderes podem melhorar seus resultados e a lealdade, além de criar um ambiente de trabalho positivo. A chave é encontrar os centros de energia na empresa.

"No início de nossa pesquisa, encontramos líderes que sabiam que algo estava errado com seu grupo, mas eles não sabiam como lidar com os problemas", disse Baker. "Agora eles podem fazer um levantamento de 'energia-relacional', desenhar um mapa dessa energia e mostrar as partes boas e as problemáticas da sua organização. É difícil descobrir o que está acontecendo até que você veja um mapa. É como ver um raio-X."

Cameron diz que há necessidade das empresas reconhecerem a 'energia-relacional' e encontrarem maneiras de fazer com que essa ferramenta funcione.

"Uma pessoa é promovida ou contratada porque ela é uma 'energizadora positiva'? Não, nem é disso que estamos falando", disse Cameron. "Aqui está um recurso que tem sido ignorado por muitos líderes, mas é um importante indicador de desempenho."